Vitória Régia - Uma índia que se afogou após se inclinar no rio para tentar beijar o reflexo da lua. Para os índios, a lua era Jaci, por quem a índia estava apaixonada, sabendo da história dela Jaci quis homenageá-la, a transformou em uma planta aquática que é conhecida como a estrela das águas. , Bicho Papão - Está presente no imaginário de todas as crianças brasileiras. Suposto monstro que aterroriza as crianças malcriadas e mal-educadas, pode estar dentro do guarda-roupa ou embaixo da cama, pode até comer crianças mal educadas., Boitatá - Ele protege os animais e as matas das pessoas que lhe fazem mal e principalmente, que realizam queimadas nas florestas., Barba Ruiva - O menino que fora abandonado, mas acolhido pela Iara. É capaz de se transformar em menino, moço e velho ao longo do dia. Ele tenta desesperadamente aproximar-se de uma moça que seja corajosa para libertá-lo do seu encanto, jogando água benta sobre sua cabeça., Lobisomem - Quando uma mulher tem sete filhas e o oitavo filho é homem, esse último na lua cheia tornará um monstro violento com formas humana mas cheio de pelos que se alimenta de sangue, Mãe de Ouro - Sua habilidade está em encontrar tesouros escondidos ou mesmo jazidas de ouro, tem o poder de voar e, portanto, consegue localizar os lugares onde há tesouros enterrados. Sua intenção não é indicar aos homens os locais onde podem ser explorados, mas sim, proteger o ouro para que ele não seja extraído., Mula sem Cabeça - Monstro do folclore brasileiro que se manifesta quando uma mulher namora um padre, por maldição essa mulher se torna o monstro., Negrinho do Pastoreiro  - Menino escravo que tinha um patrão maldoso. Quando foi pastorear os cavalos, acabou por perder um cavalo baio, como castigo patrão agrediu e jogou-o em um formigueiro. Depois ele aparece sem marcas no corpo, surge ao lado da Virgem Maria e montado no cavalo baio vive livre., Boto cor de Rosa - Animal dos rios da Amazônia, sai dos rios e transforma-se num homem muito atraente. Seu objetivo é atrair e seduzir as mulheres, a cultura amazônica costuma afirmar que ele é o pai de todos os filhos de origem desconhecida.  , Curupira - Protetor da fauna e da flora, assobia e deixa pegadas com seus pés virados. O objetivo é enganar os exploradores e destruidores da natureza., Saci Pererê - Menino travesso de uma perna só, surge no redemoinho e gosta de aprontar com as pessoas. Reza a lenda que ele costuma atrapalhar o trabalho das cozinheiras, trocando os recipientes de sal e açúcar ou fazendo-as queimar a comida. , Iara - Reza a lenda que era uma corajosa guerreira dona de uma beleza invejável. Por esse motivo, os irmãos sentiam inveja dela e resolvem matá-la. Ela acabou por matá-los, mas como castigo seu pai a jogou no rio, com a ajuda dos peixes ela se tornou a Senhora das Águas que atrai os pescadores com suas doces canções a fim de matá-los., Cuca - Representada por velha feia e malvada com cara de jacaré que raramente dorme. Está associada com o rapto de crianças desobedientes e que não querem dormir., Boi Bumbá  - Uma mulher gravida deseja comer a língua de um boi. Empenhado em satisfazer os desejos da esposa, seu marido escolhe o boi mais charmoso do pasto para matar, porém o animal era também o preferido do fazendeiro, patrão do casal. Ao descobrir o que havia acontecido com o boi, o fazendeiro então manda prender o homem e pede que outros escravos encontrem o animal. O boi é achado morto, mas com a ajuda do pajé de uma tribo indígena ele e ressuscitado., Caipora - Quando sente que algum caçador entra na floresta com intenções de abater animais, ela solta altos uivos e gritos assustando esses homens. Sua intenção é cuidar desses animais e proteger o ambiente.,

Tabela de classificação

Tema

Opções

Alternar o modelo

Interativos

Restaurar arquivo salvo automaticamente: ?